Tamanho da Letra

Catedral em construção

Especialmente para mostrar a evolução das obras da Catedral Cristo Rei, a Arquidiocese de Belo Horizonte apresenta o Catedral Cristo Rei em Construção. Distribuído com edições mensais, o Catedral Cristo Rei em Construção pretende manter bem informados todos os que participam da caminhada rumo à edificação desta igreja-mãe, lugar para a vivência da fé e da caridade.

 

catedral.cristo rei.construcao

A Construtora Mendes Junior será a responsável pela condução e administração das obras da Catedral Cristo Rei e quase todos os projetos estão sendo desenvolvidos pelos escritórios do Arquiteto Oscar Niemeyer, no Rio de Janeiro, mas, para executar os projetos de contenções, muros e terraplenagem, foi escolhida a empresa mineira Geomec, especializada em engenharia geotécnica e fundações. Esses projetos integram o cronograma da primeira fase de edificação da Catedral Cristo Rei e serão concluídos em junho.

Os engenheiros e arquitetos que coordenam os trabalhos de edificação da Catedral definiram que a empresa mineira seria a mais indicada para o trabalho, pois conhece bem as características do solo de Belo Horizonte. A definição fundamenta-se também na prioridade estabelecida pela Arquidiocese de Belo Horizonte de se valorizar a competência das entidades e dos profissionais de Minas Gerais.
Nesta primeira fase, serão realizadas operações de terraplanagem e contenções. O objetivo é deixar o terreno nas condições topográficas ideais para a construção da Catedral Cristo Rei.
É importante lembrar que as obras de edificação da Catedral Cristo Rei serão divididas em seis fases. No final das três primeiras, a Catedral já poderá receber público para celebrações. A previsão é que essa primeira fase termine no próximo ano.

 

Para refletir

“Dar espaço a Deus na alma, significa empreender uma luta sem medida contra a própria natureza, é abraçar a própria cruz e abandonar-se à crucifixão” (Santa Teresa Benedita da Cruz)

Você Sabia

Os cinquenta dias entre o Domingo da Ressurreição e o Domingo de Pentecostes sejam celebrados com alegria e exultação, como se fossem um só dia de festa, ou melhor, “como um grande Domingo”. Os Domingos deste tempo pascal sejam tido como Domingos da Páscoa.