Tamanho da Letra

São Francisco Xavier

Xavier – o homem que abraçou o mundo

Francisco Xavier nasceu em 1506 numa família de classe média alta. Aí cresceu como um homem de grandes conquistas, nos estudos e nas façanhas. Tinha grandes ambições: triunfar e ser prestigiado.

De temperamento forte e impetuoso, sempre quis chegar longe e o fez. Chegou a terras onde nunca haviam estado cristãos evangelizando. Quis ir além, aos mais distantes e mais desprezados. Nesta aventura, morreu com os olhos voltados para a China, mãe da civilização oriental. Xavier foi um missionário por excelência.

Enviado em missão, imediatamente deixou a Europa, terra e amigos para sair ao encontro de outros mundos, de novas culturas. Foi à India, à Malásia, às Ilhas Molucas (hoje Indonésia), até ao Japão e, gastou sua vida suas energias, aprendeu novas línguas e não parou de evangelizar, de falar do que o apaixonava, de Jesus, sempre buscando algo mais, amando mais, servindo mais, dando-se inteiramente.

Para refletir

“Evangelizar é atrair os afastados com o nosso testemunho, é aproximar-se humildemente daqueles que se sentem longe de Deus e da Igreja.” (Papa Francisco)

Você Sabia

O papa Francisco elevou as duas igrejas que fazem parte do conjunto arquitetônico da Serra da Piedade à condição de basílicas. A Ermida da padroeira do Estado, capela do século 18 que guarda a imagem da Nossa Senhora feita por Aleijadinho, passará a se chamar Basílica Ermida da Padroeira de Minas Gerais. Já a igreja das Romarias, edificada nos anos 70 para acolher as grandes peregrinações, será chamada de Basílica Estadual Nossa Senhora da Piedade.