Tamanho da Letra

mês vocacional

 

O mês de agosto, para a Igreja no Brasil, é dedicado à reflexão e oração pelas vocações. É o mês em que as comunidades são chamadas a refletirem sobre a forma de como estão cultivando as vocações, ao mesmo tempo em que elevam suas preces ao Deus providente para que “continue a passar pelos nossos caminhos, pelas nossas famílias, pelas nossas escolas e comunidades” repetindo o convite do seguimento a muitas crianças, jovens e adultos. O mês em que as comunidades rezam pedindo coragem às pessoas convidadas e força aos que abraçaram uma vocação específica “para que sejam fiéis como apóstolos leigos, como sacerdotes, como religiosos e religiosas para o bem do povo de Deus e de toda a humanidade” (João Paulo II).

A vocação é um dom de Deus que implica numa resposta da pessoa chamada. É uma graça que Deus dá às pessoas para ajudá-lo a concretizar o seu projeto de amor através da vida sacerdotal, religiosa, familiar e leiga.

Deus chama e dá o carisma. Se está diminuindo o número de famílias que dão testemunho de fidelidade a Jesus Cristo, e se são poucos os padres e religiosos e existe carência de pessoas para trabalharem na catequese, no serviço da caridade e na animação das comunidades, não é porque Deus deixou de chamar. A deficiência se deve ao fato de muitos dos chamados não se disporem ao seguimento, ou não encontrarem terreno propício para o cultivo da sua vocação.

Em razão de no dia 04 de agosto celebrarmos São João Maria Vianey, o Cura d’Ars, que é padroeiro dos padres diocesanos, o primeiro domingo do mês é dedicado à vocação sacerdotal. Para os padres e bispos da Diocese, a comemoração começou com dois dias de curso sobre a “identidade e espiritualidade do padre” e um dia de confraternização marcado pela missa de ação de graças, almoço e tarde de convivência no dia 04 de agosto. No final de semana os padres celebram com suas comunidades, unindo-se ao povo no pedido por mais vocações à vida sacerdotal e por fidelidade aos que foram chamados.

Nos domingos seguintes, celebraremos a vocação dos pais e a Semana Nacional da Família (14 de agosto); a vocação dos religiosos e das religiosas no dia 21 de agosto e a vocação dos cristãos leigos, com destaque para as catequistas, no dia 28 de agosto.

Convidamos a todos os batizados a se empenharem em viver e testemunhar, na alegria, a sua vocação a serviço do Reino de Deus. Que todos se unam às suas comunidades para orar por vocações ao longo dos quatro domingos do mês de agosto, atendendo ao mandato de Cristo: “Pedi ao Senhor da Messe que mande operários para a sua Vinha” (Lc 10,2).

Fonte. CNBB

 
Para refletir

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava junto de Deus e o Verbo era Deus.
Ele estava no princípio junto de Deus.  Tudo foi feito por ele, e sem ele nada foi feito. Nele havia a vida, e a vida era a luz dos homens.  A luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam. Jo 1, 1-5

Você Sabia

O Tempo do Natal se estende desde a I Vésperas do Natal do Senhor até o Domingo após o dia 6 de janeiro. “É a comemoração do nascimento do Senhor, em que celebramos a ‘troca de dons entre o céu e a terra’, pedindo que possamos ‘participar da divindade daquele que uniu ao Pai a nossa humanidade’.