VI APD na RENSC

Aconteceu este mês (19 de outubro) na PUC São Gabriel, com representantes da paróquia, a APD – Assembleia do Povo de Deus – da RENSC – Região Episcopal Nossa Senhora da Conceição – para escuta das contribuições paroquiais e definição de indicações pastorais para o Projeto Proclamar a Palavra.

  

 

 

A preocupação da Igreja, com as novas diretrizes, não é com a quantidade, mas com a qualidade de cristãos que, tendo feito a experiência do encontro com Cristo, sejam testemunhas da alegria no mundo carente de sentido.  O eixo fundamental das novas diretrizes é a recuperação do sentido da casa da Misericórdia onde moram também a Comunhão e a Caridade. “A imagem da casa da Misericórdia tem um sentido pedagógico e é entendida como lar e espaço de vida”. A casa, no texto das diretrizes, é entendida como comunidade eclesial missionária sustentada por quatro pilares:

Primeiro Pilar: A Palavra – que aprofunda a iniciação à vida cristão e a iniciação bíblica e a ideia de ter comunidades fundadas em torno da palavra; 

Segundo Pilar: O Pão – que aprofunda a liturgia e a busca por viver a espiritualidade rumo à santidade que nos leva, obrigatoriamente, ao encontro do outro;

Terceiro Pilar: A Caridade – Baseado no que disse Paulo VI na ONU: “Que a Igreja é especialista em humanidade”, o texto das diretrizes aponta a necessidade das comunidades se preocuparem com os que mais sofrem e a defesa da vida em todos os sentidos.

Quarto Pilar: A Ação Missionária – A exemplo do que pede o papa, o sentido da comunidade se realiza quando ela sai em missão e vai ao encontro das periferias existenciais.

Os próximos encontros de atividades do processo da VI APD acontecerão em novembro e dezembro, quando no dia 8 de dezembro será lançado o novo Projeto Proclamar a Palavra, quadriênio 2019-2023.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *